Por que cera de ouvido é amarga?

10:00 | da Redação

Esse gosto se deve à sua composição – que inclui enzimas, ácidos graxos e pedacinhos de pele (nhami) – e também ao seu pH ácido.

“O gosto da cera puxa mais para o azedo, porém não deixa de ser amarga”, explica o otorrinolaringologista Humberto Camargo Júnior, de Porto Alegre. Ela pode ter um gosto um pouco salgado também, porque suamos no pavilhão auricular. “Só não é doce, pois não tem alto teor de açúcares”, diz o médico.

Caso você esteja cogitando, não coma toda a cera do ouvido. Ao contrário do que muitos pensam, ela não é uma sujeira, mas um mecanismo de defesa. É produzida por glândulas sebáceas e, além de servir para lubrificar e impermeabilizar o canal auditivo, repele agressores.

O presidente da Sociedade Brasileira de Otologia, Paulo Roberto Lazarini, explica que a cera pode variar de pessoa para pessoa. Em alguns seres humanos, é mais oleosa; em outros, há um acúmulo maior de pele descamada que se mistura aos ácidos graxos e enzimas. Camargo diz que a cera difere também entre os grupos étnicos. “Há pessoas que têm cera mais escura e abundante; outras, mais clara e acinzentada. Então, ela muda bastante, mas geralmente o pH é ácido”, explica.

Fonte: Super

0 comentários:

Postar um comentário