Por que tinta tem validade na lata e não tem na parede?


Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, diz o filósofo. Dentro da lata, o prazo de validade é estabelecido em função da possibilidade de o produto reagir com o verniz que recobre o interior da lata e com o próprio metal da embalagem.

Hoje em dia, o prazo médio de validade das tintas é de três anos para as feitas à base de água e de quatro anos para as com base de solvente. Ou seja, você pode comprar aquela cor esdrúxula de esmalte pós-clubber para pintar o seu quarto e fazer como naquela propaganda de forno: “não quer pensar mais um pouquinho, não?”. Pensa aí, quatro aninhos, de boa.

Só que é importante ficar atento à data: “É uma garantia de que o consumidor encontrará o produto nas mesmas condições que ele saiu da fábrica, sem alteração alguma na qualidade, rendimento ou aspecto físico”, explica Gisele Bonfim, gerente técnica da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas, a pintosa Abrafati.

Quanto à validade da tinta aplicada na parede, na verdade existe validade, que dpende de fatores do tipo a forma como foi aplicada, o estado da superfície da parede, além da temperatura e da umidade do local. “Nesse caso, não há como estabelecer um prazo de validade, já que vários fatores interferem na sua durabilidade”, afirma Gisele.

Fonte: Super

Nenhum comentário:

Postar um comentário