Como funciona a máquina de café expresso?


A máquina de expresso tem um sistema que força a passagem de um jato de água quente, em alta pressão, por uma massa compacta de pó de café bem fino. A palavra-chave aí é "pressão". A grande diferença entre o café expresso e o coado caseiro é que neste último a água quente atravessa o coador movida apenas por seu próprio peso, enquanto no expresso a água pressurizada produz um café mais forte, denso e espumante, que muitas pessoas acham superior ao café coado. "Para ser bom mesmo, um expresso depende dos três Ms do café: a Mistura, a Máquina e a Mão", diz o engenheiro Osmar Luiz Pecchio, que há 20 anos trabalha numa fábrica brasileira de máquinas de expresso. A "mistura", no caso, é o café propriamente dito, que deve ter uma combinação correta de diversos tipos de grão.

A "máquina" tem que ser bem regulada e a "mão" é a experiência da pessoa que tira o café, fundamental para regular a quantidade de pó e comprimi-lo na medida certa. O expresso surgiu em 1901, quando o industrial italiano Luigi Bezerra pensou em um método para diminuir a "pausa para o cafezinho" de seus funcionários. Ele desenvolveu uma máquina que usava água pressurizada em uma caldeira para atravessar o pó, deixando o café pronto mais rápido - daí o nome "expresso".

Fonte: Mundo Estranho

Nenhum comentário:

Postar um comentário