As pessoas precisam defecar todos os dias?

12:53 | da Redação

Falar sobre as necessidades fisiológicas é sempre um assunto evitado na maior parte dos círculos de conversa, por razões óbvias, mas isso não significa dizer que não possamos esclarecer algumas coisas e talvez até ajudar você a aumentar a sua “frequência”, caro leitor. Respondendo logo a pergunta que fizemos no título deste texto, não, as pessoas não precisam ir ao banheiro todos os dias para defecar.

É considerada normal uma regularidade de evacuação tanto de três vezes ao dia quanto de três vezes na semana. Na verdade, nosso corpo é capaz de armazenar excrementos por uma semana ou mais, dependendo do organismo da pessoa, mas isso também não é exatamente uma coisa boa. Isso porque quanto mais tempo as fezes ficam armazenadas no intestino, mais secas elas ficam, o que dificulta bastante o processo de eliminação, que além de incômodo se torna muito mais doloroso.


Certas pessoas evitam responder ao chamado da natureza por estarem ocupadas com alguma atividade ou por terem problemas com a ideia de ir ao banheiro enquanto estão fora de casa. Essas práticas podem se tornar tão comuns que com o tempo o corpo “desaprende” que precisa evacuar regularmente, causando a constipação, mais popularmente conhecida como prisão de ventre.

“Guardar” as fezes muito tempo também aumenta a quantidade de gases que se formam no interior do intestino, tornando o processo todo ainda mais fedorento do que o normal. Outros malefícios do pouco comparecimento ao banheiro podem ser um desconforto abdominal constante, dores nas costas, inchaço e outros mais.

Por isso, é importante sempre consumir uma boa quantidade de líquidos ao longo do dia, para que o excremento não fique ressecado, comer  fibras, que ajudam o intestino a trabalhar melhor, e não deixar de ir ao banheiro quando se tem vontade. Praticar exercícios regularmente também faz com que o corpo adquira uma regularidade de evacuação mais frequente, pois a movimentação dos músculos do abdome estimula a atividade intestinal.

Fonte: How Stuff Works

0 comentários:

Postar um comentário