Veja o que acontece com a pele ao ser atingida por um disparo de taser


As armas não letais estão hoje no mercado com uma circulação de mais de 15 mil unidades. As denominadas Taser, tem sido adotadas cada vez mais pelas forças de segurança em volta do mundo. Ao invés de balas, os agentes disparam uma descarga elétrica que atinge diretamente o sistema nervoso do suspeito, paralisando suas ações imediatamente. Com isso, o policial tem tempo para agir sem ferir o oponente.

No Brasil, o uso da arma é restrito a policiais, militares e seguranças. Em outros países, como os Estados Unidos, civis também podem comprar e usar tasers de potência controlada.

A arma contém o pulso elétrico enviado pelos fios até as sondas originados em um gerador. A arma tem um processador digital que controla a intensidade, mantendo a carga dentro dos parâmetros não letais. Em média, depois do contato, a emissão do pulso dura aproximadamente 5 segundos e a carga é de 50 mil volts, causando uma forte contração muscular na vítima. O preço de uma arma com dois cartuchos varia entre US$ 350 e US$ 600. Mas cada novo cartucho sai por cerca de US$ 30.

A paralisia temporária causada pelo choque é causada pela interrupção dos sinais que o cérebro envia para para o corpo. Basicamente, é como se efeito da arma obrigasse o cérebro a desligar o corpo. Como os músculos ficam “confusos” e não sabem o que fazer, eles acabam se contraindo, o que faz com que fiquem extremamente rígidos. Além disso, essa situação consome muita energia do corpo da vítima, fazendo com que o mesmo fique incapacitado por alguns minutos.

A pessoa atingida pelo taser também pode sentir tonturas e sensação de formigamento pelo corpo, além de ferimentos na pele e dores ocasionados pelos eletrodos.


Abaixo separamos o vídeo matando a curiosidade daqueles que não sabem como um taser funciona (mas não querem descobrir da forma prática). As imagens são passadas em câmera lenta e mostram o cartucho (que possui um número de série único saltando da arma)  quebrando a proteção e voando pelo ar para atingir a pele do alvo. O efeito depois do contato é surpreendente e assustador, pois imediatamente é possível ver os músculos do alvo se contraindo. E também acompanha os efeitos pós disparo, em que os cartuchos permanecem grudados a pele. (Slow Mo Guys)


Fonte: Segredos do Mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário