7 livros polêmicos que foram banidos de vários países

Alguns dos melhores livros da história da literatura internacional já foram banidos, por serem considerados provocadores, depravados e incitarem o uso de drogas e perversidade. Ao ler esta lista você provavelmente concordará com alguns casos, mas a maioria deles foram alvo de uma censura existente apenas para tolher a liberdade de expressão.

1. 50 Tons de Cinza


50 Tons de Cinza, da britânica E. L. James, conta a história do relacionamento de submissão e domínio sexual entre uma estudante e um bilionário. Grupos de várias partes do mundo já se manifestaram contra a obra, principalmente entidades que ajudam vítimas de violência doméstica.

2. Lolita


Lolita é um romance de 1955 escrito por Vladimir Nabokov. Ele conta a história de um homem que se casa com uma mulher afim de manter relações com sua filha de 12 anos. Por conta da temática e dos atos pornográficos descritos no texto, o livro foi banido do Reino Unido e da França.

3. Ratos e Homens


O clássico de 1937 escrito por John Steinbeck, conta a história de dois homens simples que migram de um lugar para outro em busca de trabalho na zona rural da Califórnia. Desde que foi lançado, o livro é alvo de censores que repudiam a vulgaridade e a linguagem racial ofensiva no texto. O livro é leitura obrigatória em muitas escolas, mas é acusado de promover a eutanásia.

4. Harry Potter


Todos os livros de J. K. Rowling foram censurados nos Emirados Árabes por supostamente incentivarem a bruxaria. No ocidente, os livros foram alvo de protestos de líderes religiosos no Brasil, e nos Estados Unidos, entraram para a lista de obras que receberam vetos.

5. The Satanic Verses (Versos Satânicos)


O livro traz representações negativas do Islam, o que obviamente causou indignação entre os xiitas. O autor Salman Rushdie foi obrigado a se esconder e depender de proteção policial constante desde que lançou a obra em 1988.

6. Into the River


Into the River foi lançado por Ted Dawe na Nova Zelândia em 2015, mas foi tirado de circulação. Os críticos do romance acreditaram que o livro seria perigoso para os jovens, devido às cenas de sexo explícito e uso de drogas. Mas as pessoas acreditam mesmo é que se trate de uma censura do governo à liberdade de expressão.

7. Brave New World (Admirável Mundo Novo)


Escrito por Aldous Huxley, o livro foi aceito na maior parte do mundo. Mas na Irlanda e nos Estados Unidos, foi considerado controverso por mostrar temas sobre parto criticados por conservadores. No fim das contas foi proibido na Irlanda.

Fonte: LoL Wot

Nenhum comentário:

Postar um comentário