Primeira HQ do mundo trouxe batalha cristã entre heroínas e vilãs

13:16 | da Redação
Hoje em dia, as histórias em quadrinhos são muito populares, servindo de inspiração não apenas na literatura, mas em toda a cultura pop: filmes e séries estão apostando em adaptações dessas obras, cada vez com mais retorno financeiro. E se você pensa que as HQs surgiram com o Super-Homem ou o Batman, no final dos anos 1930, saiba que é preciso voltar muito mais no tempo. Muito mesmo!

"Psychomania": o tataravô dos quadrinhos modernos

Aurélio Clemente Prudêncio, nascido no ano de 348 d.C., normalmente chamado apenas de Prudêncio, foi a primeira pessoa a escrever uma HQ. A obra se chamava “Psychomania”, mas também é conhecida como “O Concurso da Alma”, e tratava sobre o pecado e a fragilidade dos seres humanos.

Prudêncio era um poeta romano e cristão, com bastante influência religiosa em suas obras. Ele estava em plena crise de meia-idade quando passou a se dedicar a poemas com linguagem latina e religiosa. “Psychomania”, uma dessas obras, é considerada a primeira alegoria pura, trazendo conceitos de castidade, humildade, ira e orgulho, todos ilustrados por monges da época.

E o mais curioso é que essa história em quadrinho trazia as primeiras super-heroínas de todos os tempos, chamadas de As Virtudes. Elas entram em confronto com os grandes vilões da humanidade, que faziam parte da gangue Os Vícios, também formada por entidades femininas.

A vilã Orgulho chega montada em um cavalo para enfrentar a Humildade e a Esperança

Não se sabe precisar quantas cópias foram produzidas na época – todas manualmente –, porém, ao menos 300 manuscritos originais dessas HQs sobreviveram ao tempo. Os desenhos não poupavam detalhes gráficos, e as mortes das vilãs eram violentas. A Sobriedade, por exemplo, usa uma cruz de Cristo para sabotar a carruagem da Indulgência, antes de golpeá-la com uma pedra. Já a Castidade enfrenta a Luxúria com uma espada.

Fonte: mnn

0 comentários:

Postar um comentário